Dia Mundial da Poesia

Hoje, dia 21 de Março assinala-se o Dia Mundial da Poesia.

Longe de ser uma arte moribunda, a poesia transmite mensagens de um modo que a prosa é incapaz. Como tal, a revista Corino predispôs-se a celebrar e divulgar esta arte ancestral, levando-a aos sítios comuns do nosso dia-a-dia e, deste modo, tornando-se acessível a todos. Foram distribuídos vários exemplares de 13 poemas diferentes pelo Complexo ICBAS/FFUP, Hospital Santo António e o Antigo Edifício do ICBAS, durante os dias 17 e 18 de Março.

Esperamos ter criado a oportunidade para uma pausa do quotidiano sempre atarefado e assim honrar esta arte tantas vezes negligenciada.

pagebreak

Argumentos por Ana Margarida Amorim

Argumentos desconhecidos devoram-me,

numa ausência igualmente repetida,

finjo espantada mas aguardo o que se me afigura,

desvaneço numa recusa que se evapora,

mas tenho a certeza nas voltas a dar,

plano sobre o sublimeque me atinge,

caminho a teu lado sem que o saibas,

desiste de te ausentares,

o teu mundo interior está desorganizado,

não existem mistérios, confronta-os e verás,

eu apenas encontro o caminho através de ti,

quero voar contigo, avançar caminhos,

entrego-te o meu sorriso, o meu corpo,

a fim que organizes o nosso castelo,

que o coração nos leve pelas dunas,

acende a luz e recupera o teu eu,

devias estar aqui e não estás…

a falta de coragem destrói pontes,

evita engolir-te a ti próprio,

entrego-me à evidência do teu ser.

pagebreak

Poemas distribuídos:

Pequeno Poema por Sebastião da Gama

Quando eu sonhava por Almeida Garrett

Soneto Superdesenvolvido por Ruy Belo

Voz numa pedra por Mario Cesariny

O menino da sua mãe por Fernando Pessoa (ortónimo)

Quadras por António Aleixo

Pátria por Sophia de Mello Breyner

O Nosso Livro por Florbela Espanca

Poemas por José M. Silva do seu livro As Sombras

When I have Fears That I May Cease to Be by John Keats

Amor é fogo que arde sem se ver por Luís de Camões

Quase um Poema de Amor por Miguel Torga

Liberdade por Fernando Pessoa

As palavras por Eugénio de Andrade (imagem)

Tens algo para dizer? És poeta nas horas livres? Então envia os teus textos ou poemas para imagem@aeicbasup.pt